O sempre incontestável ingresso dos alunos em faculdade pública

Fim de ano chegando e nossos adolescentes entre 17, 18 anos estão se preparando para as provas do ENEM. Mas será mesmo que os nossos adolescentes estão nessa corrida? Vamos falar sobre o sempre incontestável ingresso dos alunos de escolas particulares em universidades públicas.


Desde a minha adolescência eu vejo todos os anos a televisão mostrando a corrida dos adolescentes para ingressar numa faculdade pública. Em sua maioria essas reportagens se resumem a cursinhos onde mostram professores demonstrando seus "truques" e "jeitinhos" que ajudam os adolescentes. São professores vestidos de super heróis, professoras vestidas de heroínas, musiquinhas para as fórmulas de físicas e química e eu sempre me perguntando: Será que só eu vejo que isso está errado?

O fato não são os professores vestidos de heróis ou a difícil rotina de um adolescente que estuda durante todo o ano para ingressar na faculdade. O que mais me incomoda e sempre vai me incomodar é que esses adolescentes, que não são os nossos, são sempre meninos e meninas de classe média ou alta, oriundos de escolas particulares e que estudam em cursinho super caros e com uma excelente infra-estrutura.

Mas e nossos adolescentes, aqueles que estudaram em escola pública a vida toda e que agora, com seus 16, 17, 18 anos também almejam um estudo melhor, sonham em entrar numa faculdade pública? Normalmente esses nossos adolescentes estão trabalhando de dia e estudando de noite, para a ajudar em casa. À noite, já cansados, mal prestam atenção na aula. Aula essa sem professor vestido de herói e sem truques de mágico. Fora a evasão escolar, meninos e meninas que saem da escola devido a sua situação financeira, familiar e/ou social.

Para amenizar a situação todos os anos eles também mostram algum menino ou menina pobre que conseguiu ingressar na faculdade com excelentes notas e vários falam: "Tá vendo, basta querer". Mas será que só o querer basta? A realidade é que esses são a minoria e não podem ser tirados de exemplo para tapar os nossos olhos. 


O estudo, para os nossos, é precário. A infra-estrutura da escola é ínfima, os professores ensinam somente o que está em seu cronograma anual. "Pra que ensinar como se preparar para uma faculdade pública?", assim eles pensam. E entra ano, sai ano, esses adolescentes vão perdendo cada vez mais a esperança de um futuro melhor através da educação.

O que quero dizer é que devemos parar de bater palmas para esse circo que a TV nos mostra todos os fins de ano. Aqueles adolescentes não são a realidade de nosso país. A nossa realidade são adolescentes fora da escola e os que ainda insistem em estudar aprendem o suficiente para pegar o seu diploma de Ensino Médio.

Faculdade Pública deve ser o reflexo da escola pública e isso, de longe, acontece. Se a faculdade é publica deveriam estar ali os que não podem pagar e não adolescentes que se prepararam a vida toda, em boas escolas, em bons cursos para não pagar por algo que têm condição. 

E ainda reclamam das cotas. É quase inacreditável que não consigam ver a discrepância da situação. Estudou em escola pública, vai para a faculdade pública. Estudou em escola particular, se dirija pra uma faculdade particular, simples assim. Devemos contestar sobre essas reportagens que alienam as pessoas ano após ano, nos fazendo acreditar que aquilo que é o correto, o normal. Não, não é. Nossos adolescentes precisam ocupar o seu lugar de direito e para isso o ensino nas escolas públicas deve ser mais valorizado, ter mais investimento, profissionais mais qualificados e engajados na causa. Eles precisam acreditar que ali têm meninos e meninas com grande potencial para ingressar numa faculdade pública, basta que tenham ajuda.



Eu espero que esse quadro não permaneça por muito tempo e que a população se conscientize de que a Faculdade Pública deve ser para os mais necessitados, em sua maioria. Ela deve ser o reflexo da escola pública de todo o país. E sem diminuir a sua qualidade por conta disso. 

Pode entrar um abastardo? Sim, pode. Mas eles sim devem ser a minoria, afinal seu dinheiro que pagou o cursinho caro cheio de super-heróis pode sim pagar uma boa faculdade. Deixem a faculdade pública para quem precisa de verdade. E professores de ensino médio, vocês podem sim acreditar em seus alunos e investir em uma forma de ensinar mais voltada para as universidades públicas. Eles podem, façam-os acreditar.


   "Gostou?Então clica no G+ abaixo e nos ajude na divulgação.Não precisa compartilhar.
Obrigada!"


Acompanhe A Negra e seus Tons:
Compartilhe:

Comente com o Facebook:

19 comentários

  1. Concordo com você quando você diz que a faculdade pública deve ser para os mais necessitados, os adolescentes que não tem condição de estudar em uma faculdade paga eles tem mais direto de estudar na pública do que os que podem pagar aqueles das classes média e alta. Quem pode pagar estudo na paga pague e não venha tomar o espaço daqueles que necessita. Quem estuda em faculdade pública tem sim capacidade de aprender tanto quanto os alunos da faculdade paga, também espero que esse quadro mude que as autoridades enxerguem que a faculdade pública é pra quem precisa, Murielly bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Murielly,
    Convivemos com a injustiça social como se isso fosse a coisa mais comum, estudar em escola pública é para os pobres, e faculdade pública a maioria são abastados. Espero realmente que um dia essa realidade seja inversa. Amei o post!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
  3. Mury, concordo plenamente com você.
    Eu sou formada em Ed. Física através do PROUNI (sim, sou uma das sortudas), mas digo a você que não foi fácil e também não foi em universidade pública. Foi uma notinha razoável.
    E eu também acho que universidades públicas deveriam ser para pessoas que não tem condições de pagar seus estudos, pois se eles tem condições de pagar cursinhos super caros, tem sim condições de pagar sua faculdade.
    Xô parar de falar se não acabo fazendo um novo post aqui neh rsrs. Amei seu post.
    Bjus!

    Gi Pereiraa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo apoio, Gi. E tem os que reclamam do ProUni.
      Bjus

      Excluir
  4. Olá, adorei sua sinceridade! Concordo em pontos com você, como por exemplo que realmente é minoria parte das pessoas que conseguem passar e que realmente não tem condições de se manterem sem ser em faculdade pública, mas acredito que todos devem ter os direitos, independente se a pessoa tem dinheiro ou não, ela deve ter o direito sim de estudar nas públicas, e claro, não tiro o direito de indignação, pois também acho muito injusto, aqueles que não possuem $ para um cursinho.
    Acho que o inicio de uma solução seria o ajuste de aulas e professores em escolas públicas, que há um bom tempo não cumprem suas tarefas. Mas enfim, é uma grande questão, parabéns por abordá-la! beijos:*

    ResponderExcluir
  5. É a mídia sempre mostra somente o que convém, se existem jovens que necessitam de ajuda ou simplesmente querer ingressar em uma universidade pública, o governo não está nem ai, isso se mostra através da aceitação da PEC 241, a qual o governo realiza reformas tirando a obrigação de algumas matérias, isso nos deixa tristes e o pior muitos de nós não tem seus estudos completos para ao menos poderem lutar contra e não sabem o que fazer. Estamos vivendo um caos. Sem contar que logo logo, virá a privatização de universidades públicas.

    ResponderExcluir
  6. Perfeito Murielly!!! A realidade que nos mostram não é a realidade 'real'. Quem realmente precisa estra numa faculdade pública por falta de condições não consegue por culpa dos que não precisam, mas estão ali ocupando uma vaga que não é sua de direito. Isso precisa mudar e urgentemente!!!

    ResponderExcluir
  7. Pois é amiga... Sei bem o que é isso, pois estudei a minha vida inteira em Escola Municipal e depois Federal e o primeiro vestibular que fiz na época para a Uff eu prefiro nem comentar. Não sei hoje, mas na minha época era preciso se inscrever para cada faculdade e todos eram pagos e caros. Para conseguir isenção era um suplício. Bom... Esse assunto rende é pano para manga.
    Amei seu post!
    Você merece aplausos!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu não sei, Dani. Você é um exemplo disso. E tem gente que não concorda ainda, vai entender.
      Bjus

      Excluir
  8. Adorei sua sinceridade, confesso que não domino o assunto pois não pretendo fazer faculdade, mas vejo muita gente reclamando sobre isso, pessoas que tem condição de pagar uma faculdade e faz Enem e automaticamente pega lugar de quem não tem condição de pagar. Muito chato isso!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Realmente os alunos de escola pública se encontram em uma posição de desvantagem em relação das particulares. Sou professora e sei como todo o contexto sócio-cultural de alunos de escola pública os deixam desanimados a cursarem o nível superior, menos ainda em uma universidade pública. Estudei a vida inteira em escola pública e cursei minha graduação em uma federal, mas nem todos conseguem isso.

    Parabéns pelo post.

    Abraços.

    http://macetesefeminices.blogspot.com.br./

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os professores podem fazer essa diferença mas sozinhos não é fácil.
      Obrigada pelas palavras.
      Bjus

      Excluir
  10. Arrasou no post! Na época em que iria me dedicar a avançar sobre uma faculdade ou um curso técnico, engravidei e foi um período dificil. Minha sorte era que tinha acabado de concluir o ensino médio. E concordo com o seu post. Acredito que não apenas esse seja um ponto a ser tocado, mas a falta de estrutura de quem merece realmente mais vantagem sobre uma faculdade pública. Nem sempre os jovens recebem apoio de verdade, e se não for por esforço próprio, talvez muitos não chegariam a ingressar realmente em uma faculdade. Eu penso que separar classe social não é o certo, mas é desanimador ver pessoas que tem condições de pagar uma faculdade, tomar o lugar de quem não tem. O enem mesmo é a prova disso. Acho que o nosso governo já anda dormindo demais, que não se importam em investir em quem realmente precisa. Mas esse é um assunto que pode ser longo, logo, porque há muitos pontos a serem realmente discutidos.

    amei o seu post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, May. Realmente devemos parar de fingir o que acontece todos os anos e começar a exigir os direitos daqueles que não tem condição de ingressar nas faculdades públicas.
      Obrigada pelo comentário.
      Bjus

      Excluir

Qualquer comentário que agrida ou ofenda a administradora ou qualquer outro(a) leitor(a) será imediatamente excluído.
Fiquem a vontade para comentar,o espaço é seu.

Comentários recentes



Visualizações da página

Arquivos